Menu fechado

O Projeto Social Esportivo Educacional Idealista (S.E.E.I), desenvolvido pela 1ª Cia do 49º Batalhão da Polícia Militar do Interior (BPMI) em parceria com academia Keisei Jundiaí – equipe Barbosa Jiu-Jitsu, realiza campanha do agasalho na sede da companhia, no bairro Caxambu, em Jundiaí. De acordo com os policias militares e instrutores do projeto, Diego Santos e Carlos Pazotti, o objetivo é estimular as doações e fazer com que mais pessoas sejam beneficiadas com agasalhos neste inverno. “Ter mais um ponto de coleta e contagiar nossos alunos com este tipo de ação é uma maneira de ampliarmos a consciência sobre ajudar o próximo, em especial durante o período do frio”, disse Diego Santos.

“Este é mais um conceito que queremos passar para os alunos, já que aqui é um projeto social e visa ensinar jiu-jitsu para as crianças carentes”, completou Carlos Pazotti. O projeto SEEI começou há dois meses e tem como objetivo de ensinar mais do que o jiu-jitsu, os instrutores e também policiais, Diego Santos e Carlos Pazotti se empenham para que as crianças aprendam as técnicas e ensinamentos que a luta proporciona. “Buscamos ensinar a disciplina e respeito”, destaca Carlos Pazotti.

Os ensinamentos são reforçados em todas as aulas. “Passamos aos alunos três regras básicas que devem ser seguidas aqui e em qualquer lugar: respeitar pai e mãe e professores, não falar palavrão e não brigar”, conta Diego Santos. “Não adianta vir fazer aula conosco e brigar na rua, respeito é um dos princípios que pregamos. Queremos formar cidadãos de bem”, diz Pazotti. Já Santos destaca a importância da aproximação com a polícia. “Ainda há nichos da sociedade que acreditam que o policial não é parceiro e queremos que estas crianças cresçam sabendo que podem contar com a PM”.

Os instrutores ressaltam que o apoio do comando da Polícia para a execução deste projeto foi unanime. Tanto a tenente-coronel Eduardo Yasui, quanto o Capitão Biancardi, responsáveis pelo comando do 49º BPM e pela 1ª Cia, abriram espaço na sede da companhia no Caxambu e autorizaram o projeto, que já atende 85 pessoas, entre crianças de cinco anos até adultos. Para quem quiser conhecer o projeto e também contribuir com as doações, o endereço da companhia é Av. Comendador Antônio Borin, número 6240, no Caxambu, em Jundiaí. As aulas são realizadas de segunda, quarta e sexta-feira, das 8h às 18h.